sábado, 6 de janeiro de 2018

Pablo Vittar 1º lugar no Caldeirão de Ouro e Revelação do Ano no Faustão...

Como diz: Rodrigo A. Fiedler Do Prado
(Palestrante - Literatura, Filosofia e Terapias) 
Na verdade, eu, como professor de Literatura e Filosofia, tenho a obrigação de fazer uma vista crítica sobre o atual cenário cultural que o Brasil (popular) vive.
É um verdadeiro mar de funkeiros falando de sexo, bandidagem e ostentação; um oceano de duplas e cantores sertanejos fazendo apologia ao consumo de álcool e também sobre o adultério; são cantores apelativos sem qualificação nenhuma fazendo muito sucesso: um verdadeiro ópio para o povo.
Annitta, mulher do ano; Pablo Vittar, revelação. É...
Não dá!
Um país sem raízes, totalmente efêmero traduz exatamente a crise governamental que estamos atravessando. E isso não é julgamento, é uma análise fria e cirúrgica do epicentro e do entorno dos nossos problemas.
Precisamos de escolhas melhores, mais profundas e se faz tarde olharmos mais profundamente para nossas verdadeiras raízes.
É isso...

Nenhum comentário:

Postar um comentário